Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

SACRIFÍCIO HUMANO II















O que relatei na matéria número um, vou continuar agora para que você possa entender.
O que a TV vem relatando até que freqüentemente, dada a morbidez dos fatos, estão intimamente ligadas as práticas verificadas de 2500 a 3000 anos antes de Cristo. Trata-se de sacrifício humano com pretensões específicas de se dar bem na vida.
Há pessoas que são sensitivas e entram em contato com o mundo espiritual, neste terreno e bem poucos sabem realmente do que se trata, algo é oferecido em troca de certos benefícios comuns a vida terrena, uma casa nova, a vida de um inimigo, sucesso, fama e riqueza são algumas moedas de troca. Muitos pensam que esta prática é incomum ou não usual, entretanto em todo o mundo em maior ou em menor escala este absurdo é praticado, tendo as crianças como vítima principal, isto ocorre pelo fato de não terem culpa, o que torna o ato ainda mais absurdo.
O menino da Bahia foi vítima que teve em seu pequeno corpo de criança cerca de cinquenta agulhas até a remoção de quatro, próximas ao coração e o pulmão, que podiam ter levado a óbito o infante com facilidade.
O padrasto Roberto Carlos, dopava o menino com vinho misturado com água e quando a criança estava inconsciente, colocava as agulhas sem dó nem piedade em seu corpo com o objetivo final de matar a criança. O monstro da Bahia, contou com a ajuda de sua amante e também de uma mãe de Santo local.
Embora tenha sua peculiaridade, este fato em si não é isolado, podemos contar com a força da imprensa para impedir que tudo seja costumeiro, entretanto existem ainda nesse imenso planeta, regiões remotas, lá essas práticas,são facilmente confundidas com cultura local intocável, fazendo com que mais e mais crianças indefesas venha a sofrer toda a sorte de abusos e mortes lentas e dolorosas em rituais satânicos.


Haroldo Ribeiro
http://www.amazontime.com/



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade