Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Um acidente, a realidade de sempre


 
          O cruzamento da S1 com a 29 de Agosto
já está merecendo um tratamento especial por parte do Departamento de Transito da cidade, mas que departamento? A cidade de Humaitá não tem uma preocupação clara com este fator primordial da vida urbana moderna. Quem mora longe destas bandas pensa em florestas, animais, rios intermináveis e um ambiente pré-histórico, mas isto não corresponde à realidade.
        O que realmente acontece é que a cidade está ganhando novas vias, ou melhorando a condição de trânsito de velhas vias, com isso confirma-se o que disse o Chaguinha, popular jornalista da cidade, que acertou em cheio quando citou, em uma de suas matérias, o problema do excesso de velocidade na Rua Rio Madeira, uma via reta, sem nenhum tipo de barreira, e que chama a aceleração máxima, ou próxima disso, aos motoristas, alguns que nem habilitação possuem.

        Voltando ao que aconteceu no cruzamento da S1 com a 29 de Agosto, por algum motivo não sabido, talvez alguma pane nos freios uma moça, possivelmente de seus 20 anos atravessou a 29 de Agosto, preferencial, sem utilizar os freios, o que fez com que seu veículo, um Honda Bis vermelha, fosse atingida por um táxi arremessado-a contra o meio fio. A moça saiu do local desmaiada e levada ao Hospital da cidade.


        O fato de não procurarmos identificar os envolvidos não passa pelo crivo do anonimato ou retaliação, mas simplesmente para indicar que qualquer pessoa poderia estar naquele chão, naquela condição pouco favorável. O local em questão deveria contar com algum tipo de redutor de velocidade, por enquanto a cidade que quer ser grande só tem dois semáforos e vários pontos perigosos. Enquanto um acidente grave não atingir um dos políticos da cidade ou algum de seus familiares, ao que tudo indica nada, nada mesmo será feito.

Haroldo Ribeiro
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade