Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Três disparos acabam com a vida de Nardélio o maior líder do Matupi


Confira as fotos do crime que abalou o sul do Amazonas

                            Nardélio Delmiro Gomes de 47 anos,

o maior líder da Comunidade do Matupi (180) morreu assassinado no início da tarde da quarta-feira, 30 de novembro. Segundo, testemunhas um ex-funcionário Paulo Sérgio Teixeira Fidelis (Mão Branca) que tinha uma causa trabalhista contra ele e participou de uma audiência na Justiça do trabalho na manhã do mesmo dia, considerou que havia perdido a ação e foi tomar satisfação com a vítima numa vila ao lado de um famoso Restaurante no Bairro de São Cristóvão, Mão Branca começou uma discussão com ex-patrão e nela pedia que este revisasse suas decisões e acertasse com ele a pendência, Nardélio disse;  já que ele escolheu a justiça, da justiça deveria vir a decisão final. Paulo Sérgio havia sido contratado às pressas para fazer uma reforma no Pavilhão de Exposições do Matupi, de propriedade de Nardélio, pois o governador deveria visitar o local em breve, Mão Branca contratou vários operários que o ajudaram a fazer a obra, eles entravam na noite para cumprir o prazo estabelecido, que era curto, segundo informações, quando terminaram os serviço por algum motivo não receberam o pagamento, Mão Branca resolveu acionar a justiça. no dia 30 de novembro, ocasião da audiência, tanto Mão Branca como os trabalhadores por ele contratados pensavam que iriam receber ou parte ou todo o dinheiro, eles estavam na frente da casa de Paulo Sérgio esperando a decisão favorável, quando este voltou com a resposta do adiamento da decisão, sob pressão pensou em fazer um acordo com Nardélio e foi procurá-lo, porém armado. 

                Todas as vezes que visitava a cidade Nardélio costumava ir à casa de duas ex-funcionárias suas que residiam no local onde tudo ocorreu, elas o consideravam como um pai e ficaram extremamente abaladas com o acontecido. Mão Branca após a discussão com o seu ex-patrão sacou de uma arma , de calibre ainda desconhecido, e disparou contra ele dois tiros, um atingiu a base da orelha esquerda e outro o abdome,  esse tendo morte instantânea, Mão Branca subiu numa moto, Honda Broz preta, e seguiu por uma rua que margeia o Clube Municipal tomando rumo incerto. Com a atitude de Mão Branca, nenhuma solução poderá mais ser tomada a seu favor nem para aqueles que trabalhavam para ele, o que poderia ser resolvido em alguns meses pode ficar sem solução para o resto da vida.
                Nardélio era o maior líder da comunidade, esteve presente em todos os grandes momentos do local e também era um empresário respeitado por todos. Na reunião com o governador no dia 14 ele encabeçou um grupo de 10 líderes locais que conseguiram a promessa de realização de várias reivindicações do Matupi, também conhecido como 180. O distrito tem pretensões de virar município e Nardélio era o mais provável nome a assumir a posição.
                A polícia foi acionada e chegou cerca de vinte minutos após o ocorrido, as buscas estão sendo feitas e a prisão de Mão Branca é aguardada para as próximas horas.








Foto de Capa: Agecom/Alexandre Pazuello


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade