Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Ei... Linguiça!


                Vida de peão é um sarro só,
logo de manhã os caras acordam e vão para o trabalho, alguns cochilam no coletivo e a marmita já não é mais tão necessária como antes, as empresas fornecem vales-refeição e tudo corre da melhor maneira possível. Muito trabalho que era feito pelos pedreiros e serventes agora tem a ajuda de máquinas potentes e que diminuem, e muito todo o trabalho duro que era a marca maior destes trabalhadores.
                Uma coisa não mudou, quando alguma mulher bonita passa pela obra a atitude ainda é a mesma, assovios, e palavras grotescas, mas que deixam muitas mulheres de bem com a vida, afinal se uma mulher passar por uma obra cheia de homens, geralmente de classe baixa e eles não mexerem com ela, é a morte!
                Neste tipo de clima que trabalhavam Edmundo Matias e um monte de peão, ele era um dos pedreiros mais respeitados da obra, seu apelido era bigode, todos tinham apelido por lá, mas num belo dia Benedito Gonçalves, encanador experiente veio procurá-lo quase que desesperado:
                - Ei Bigode! A turma tá ficando meio chateada!
                - Por quê?
                - Todo mundo tem apelido por aqui, mas o Sandoval não tem, o que a gente faz?
                - Vocês já tentaram alguma coisa?
                - Sim, já chamamos o cara de Nebuloso, Caveira, Barbante e muitas outras coisas, mas não adianta, o cara não tá nem aí!
                Edmundo pensou, pensou e falou:
                - “Já sei chamem o cara de lingüiça, se não der certo me falem de novo”
                Não deu outra, já pela manhã do dia seguinte, alguém disparou:
                - E aí Lingüiça!
                - Ei meu irmão, olha só ,não me chamem desse nome de novo, valeu?
                - Tudo bem lingüiça!
                A zoação foi total, um chamava Lingüiça de uma lado, e quando o Sandoval mudava de lado, era chamado de Lingüiça outra vez.
                O dia transcorreu e todos fora para suas casas. No outro dia Sandoval tentou pedir as contas...
                - Ei Lingüiça tá fazendo o que aí?
                - Guirrrrrahhh, que droga, seu pego quem me deu esse apelido eu mato!
                Um dia, num sábado lingüiça, desculpe, Sandoval estava com uma garota, eles estavam numa pizzaria, ele estava prestes a dar um beijo na morena quando...
                - Se dando bem em Lingüiça!
                Logo pela Manhã, Lingüiça, ops! Sandoval foi falar com o Edmundo, o Bigode:
                - Olha Bigode, o cara que eu mais respeito aqui é você. Vou te falar a real, se eu pego o cara que me botou este apelido, eu mato Bigode, eu mato!
                Bigode, olhou de lado e deu uma piscadela para o nada rindo do mal que causou.


Haroldo Ribeiro
Imagem: galeria.colorir.com

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade