Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

A escolha



        Alex Paixão não precisou fazer grande
coisa para chegar num lugar de destaque na empresa onde trabalha, porém quando chegou à chance de ocupar a vaga de gerente executivo ninguém imaginava que ele seria o indicado do diretor-presidente Antônio Pousada, do grupo internacional Pousada Trading, uma exportadora de commodities que movimentava milhões por ano. O sortudo falava inglês fluentemente e mais francês e alemão, possuía MBA nos Estados Unidos e tinha muita experiência em mídia eletrônica, grande currículo! Porém, nas mesmas condições que ele existia no conglomerado pelo menos mais uns quinze nomes, com qualidades iguais e mais tempo de empresa.
Norberto Guias Franco já estava na empresa há mais de quinze anos, era uma dos mais próximos do chefe e pensava que seria o escolhido, ele era sisudo, falava pouco, mas detinha uma grande capacidade de prever obstáculos e vencê-los, ele era imprescindível à empresa, porém seu nome foi logo descartado porque ele não tinha uma grande penetração entre os funcionários do grupo. Numa quinta pela manhã, Horácio Pousada, irmão do grande chefe revelou ao homem mais credenciado até então a preferência do diretor.
- Como? Ele pretende promover o Alex, não sei o porquê?
- Simplesmente porque o rapaz é bom de conversa e todos gostam dele. Respondeu  Horácio.
- Não tem jeito de ele mudar essa coisa toda?
- Pelo jeito a decisão é irrevogável, mas se este Alex não estivesse na empresa o nome escolhido com certeza seria o seu.
Em casa Norberto era como um rei, seu padrão de vida era altíssimo, tinha dois carros importados, casa na praia e uma mulher maravilhosa, Faltava-lhe esta promoção para coroar uma vida de muito sucesso...
- Arg! Tinha que existir uma pedra no meio do caminho!
Algo de fúria começou a invadir o coração do velho executivo, ele não poderia ser preterido por um novato, uma idéia não muito cristã começou a invadir a cabeça do homem, que estava virando por uns instantes num animal predador. No fim de semana que se aproximou Norberto ligou para um velho conhecido, Bispo Pimenta, nome esquisito e mais esquisito ainda era o que ele fazia, era um especialista em bombas, a conversa dos dois não foi para tratar de amenidades.
Na próxima segunda-feira haveria uma reunião na empresa para decidir o que aconteceria com a direção da área de exportação, o salário seria de 50 mil por mês para começar, ainda havia uma percentagem dos lucros que poderia elevar a cifra para casa dos 100 mil, coisa que aconteceria com certa facilidade caso as exportações continuassem num ritmo elevado como previam as expectativas.
Alex saiu da capital como todos os fins de semana e desceu a Serra em direção ao Guarujá, seu carro, um Audi preto era possante e fazia o percurso num tempo recorde.
Na segunda-feira todos estavam reunidos ao redor da grande mesa de reuniões, no local indicado 53 pessoas, que eram o cérebro pensante do conglomerado, uma ausência foi sentida que faria o numero ir para 54, justamente a de Alex, depois de uns 30 minutos quando o nome do novo executivo iria ser dito...
-  Desculpe-me o atraso, mas meu carro explodiu quando eu descia a Serra, não sei como tudo aconteceu, mas fui salvo por um desconforto intestinal.  Acho que voltei a acreditar em Deus.
A reunião prosseguiu, Alex  muito surpreso foi escolhido para o cargo, as investigações levavam aos vários nomes que poderiam ser indicados para a função, porém uma ligação de Norberto para o Delegado responsável pelo caso, seu grande amigo fez com que tudo parasse.
No dia do atentado Alex estava na Rodovia Anchieta, quando sentiu sua barriga ferver por dentro estacionou ao lado da pista e fez o que nunca tivera feito antes, arreou a bermuda e aliviou-se atrás de uma mureta de proteção, quando terminou de “fazer o serviço” de jeito que deu e estava saltando  a mureta, uma grande explosão o fez ficar pálido, imediatamente o seu celular tocou:
- Leco?
- Ai meu Deus! Tia Lúcia eu quase morri... Meu Deus!!!
- Meu filho, eu tive um mau pressentimento em relação a você, fui ao meu quarto e orei ao Senhor para que ele pudesse livrá-lo do mal.
- Obrigado tia... Obrigado meu Deus!
Alex voltou para sua igreja de infância, no Belém passou a ser dizimista e nunca mais deixou de acreditar em Deus.

História de Haroldo Ribeiro

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade