Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

quarta-feira, 28 de março de 2012

Humaitá um sonho mais que possível


                Herivaldo Breves é um cidadão de Humaitá
que sabe o caminho das pedras, para ele administrar uma cidade do interior não é tarefa fácil, porém não é algo impossível. Ele se lembra da época em que trabalhou coordenando a defesa civil do governo Roberto Rui e o que ele fazia para driblar as dificuldades de faltas de recursos quase sempre obtendo sucesso em sua caminhada. Uma certeza habita o coração de homem público, para se obter sucesso em administrar um município é necessário saber onde está o dinheiro. Segundo Breves existem muitos recursos que estão lá prontos para ser colocados a disposição da população, mas que por falta de conhecimento dos administradores ficam sem serem procurados, principalmente na área da defesa civil, que seria uma tábua de salvação para qualquer eventualidade.
            Falando do interior, ele acha que as comunidades que cercam a cidade precisam de um melhor acompanhamento, valorizar o interior é evitar o acúmulo de pessoas no ambiente urbano, este pensamento vem de um homem que anda pelas comunidades mais do que qualquer outro. Como empresário da navegação, Herivaldo investiga cada localidade, conhece o nome dos moradores, é sabedor do que avançou, o que continuou do mesmo jeito e também o que estagnou. Conhecedor da realidade dos que moram a beira do grande Madeira, o empresário das águas acha que pode haver uma previsão de melhoria nas condições de vida dos que habitam aquelas bandas, porém isto só ocorrerá se o administrador sentir a necessidade do homem batalhador do campo, principalmente o ribeirinho, tudo começa por esta atitude estando nela as grandes soluções para a elevação definitiva dos habitantes do campo para a alegria dos que residem na cidade.
            Falando da área comercial o presidente o PTC afirma que falta  investimento e maior apoio ao comércio local. A área comercial significa emprego para 90% da população no Brasil, no entanto em Humaitá que não tem indústria este número pula para quase a totalidade das vagas de emprego, tirando-se alguns que pertencem ao setor público incluindo a prefeitura. O comércio vem sendo abandonado e os que se arriscam a trabalhar como empreendedores gerindo seu próprio negócio passam por uma imensa dificuldade, para o experiente captador de recursos, o que o setor público faz pelas empresas é muito pouco, e por esse motivo elas estão em grandes dificuldades e vagas vêm sendo fechadas por conta disso. “Se continuarmos neste ritmo perderemos vagas preciosas de empregos e ao invés de avançarmos sofreremos retrocesso”. Esta opinião ganha mais valor ainda quando se sabe que o entrevistado já foi um dos presidentes da Associação Empresarial do estado quando isto ainda não era moda como hoje em dia.
            Herivaldo Breves tem um discurso coeso, não foge das grandes questões, é enfático no que acredita e tem uma grande qualidade, cada vez menos presentes nos homens públicos do Brasil, ele não se vende. Por seus ideais costuma ir até a última instância e com certeza deverá ser um nome muito comentado no sul do Amazonas dentro de pouco tempo.




Haroldo Ribeiro




.

Um comentário:

  1. Sou fã deste guerreiro que nunca fugiu a luta, pois como foi publicado, quem conhece este homem honesto, cristão e temente a DEUS, sabe do que estou falando.
    Espero que ele nós de uma nova humaita, pois sei que jamais desapontaria o povo que ele ama.

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade