Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

10 anos do ataque que mudou o mundo



                Em 11 de setembro de 2001
a maior economia do mundo foi atacada em seu próprio país por alguém muito menor do que ele seria um Davi contra um Golias, só que do outro lado o “Davi” era do mal.


         O que aconteceu naquele país só corrobora o que diz as escrituras que “Se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia a sentinela” Sl. 127.1.

Um País é uma estrutura que ajuda na preservação de elementos culturais, econômicos, sociais, étnicos etc. Se fizermos uma retrospectiva do que foi os Estados Unidos da América chegaremos à conclusão que aquele país foi o maior exportador de elementos éticos e morais, seus grandes pregadores foram exportados para o mundo inteiro levando uma mensagem cristã de paz e conciliação, suas universidades eram de base cristã e ensinavam lições baseadas em conceito bíblicos, eles mudaram estes princípios e nada melhorou.
O grande irmão hoje ainda é forte, mas já dá sinais de fadiga, sem Deus como guia principal não dá para esperar muito.
Das primeiras 108 universidades fundadas na América, 106 eram distintamente Cristãs, incluindo a primeira, a Universidade de Harvard, constituída em 1636. No original manual do aluno, a regra número 1 é que os alunos que procuravam nessa universidade ingressar deviam saber latim e grego para que pudessem estudar as Escrituras: "Que todos os alunos sejam claramente instruídos e instados a considerar também o objetivo e estudo principal de sua vida: conhecer a Deus e Jesus Cristo, o qual é a vida eterna (João 17:3) e, portanto, estabelecer Jesus Cristo como o único alicerce de todo são conhecimento e aprendizagem. Conhecer o Senhor é a única fonte de sabedoria, que cada um tenha uma vida de oração séria para em segredo buscá-la dele (Provérbios 2:3)." Assuntos Populares
Como se vê, até mesmo a mais antiga e prestigiada Universidade americana era profundamente cristão em suas bases, nas universidades os ensinos eram baseados em princípios bíblicos e Charles Finney, um dos maiores pregadores americanos encontrou Jesus Cristo estudando livros de direito que eram baseados nos princípio bíblicos.
O que mudou e o que tem tudo isto haver com o 11 de setembro?
Hoje os Estados Unidos não tem mais a Bíblia como livro principal, seus filhos não lêem mais as Sagradas Escrituras com a devoção do passado, a oração nas escolas foi proibida em 1963 e festas como o Hallowen são mais prestigiadas e exportadas do que o Dia de Ação de Graças inclusive o Brasil já embarcou nessa onda.
Os talibãs que chegaram aos Estados Unidos para realizar o maior ataque que o mundo já viu, fizeram-no confiando num Deus (Alá) e foram até o fim em seu intento. Os Estados Unidos pela não confiança no seu Deus sofreu sua maior baixa e humilhação em seu próprio território.
Fato é que o país que exportava a confiança em Deus através de seus muitos programas de TV e no passado não muito remoto foi responsável por um movimento que mudou a cara das igrejas em todo o mundo o pentecostalismo agora não mais faz isto, no lugar de tais ações exportam a aprovação do aborto, o amor livre, o divórcio, a união de pessoas do mesmo sexo e a violência, através de suas produções hollywoodianas.
Ao apagar das luzes, o grande irmão americano foi a forra e matou Sadan, matou também Osama e mergulhou a nação numa crise financeira sem precedentes na história, será que tem valido a pena ser uma não cão que não olha mais para Deus?

Referencias:

ASSUNTOS POPULARES: Disponível em ;http://www.allaboutpopularissues.org/portuguese/oracao-nas-escolas-publicas-dos-eua-3.htm; acesso feito em 11 de setembro de 2011


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade