Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

sábado, 7 de julho de 2012

Caminhões na pista esperança que renasce!


  
            Quem segue pela BR 319 rumo a Manaus logo depois do Batalhão
de Infantaria de Selva percebe a intensa movimentação dos caminhões que levam aterro para a continuação das obras que foram paralisadas por conta das chuvas faz com que a esperança da população se reacenda. A cerca de dois anos a confiança era quase total na conclusão das obras, mas a questão ambiental tomou conta das discussões e tudo praticamente foi abandonado ou feito a passos de tartarugas, agora alguns quilômetros após a ponte do Doze como é conhecida devem ser concluídos.
            Uma notícia tomou todos de surpresa a poucos dias, a de que haverá cortes da ordem de 94 milhões na obra o que deverá torná-la um sonho irreal. Embora os quadros sejam os mais pessimistas o 7º BEC segue em frente fazendo sua parte na integração nacional. Uma das maiores derrotas na continuação das obras foi a saída de Alfredo Nascimento do Ministério dos Transportes, ele era uma voz do povo sofrido da floresta contra a escravidão da obrigatoriedade na navegação fluvial, agora, com a pasta em outras mãos resta ao povo que fica entre os dois lados já concluídos da estrada garantir um pedaço de chão no cemitério. A obra pode demorar!

Obs. Sites de Humaitá não copiem esta matéria!

Haroldo Ribeiro

Um comentário:

  1. Com todo o respeito, mas o Alfredo Nascimento não era porta-voz de povo sofrido nenhum. Ele conseguiu foi enriquecer absurdamente, nesse tempo em que esteve no ministério, o que foi comprovado em numero e grau pela mídia. Tudo o que foi feito não foi mais do que obrigação, pois essa era a promessa de Nascimento durante as campanhas eleitorais que ele apoiava. Hoje em dia não cabe mais a velha cultura a que estamos acostumados do "rouba, mas faz", por isso, não adianta ficar chorando por quem não fez mais do que obrigação e ainda tirou muito proveito disso. O importante agora é abrir os olhos e conseguir enxergar o candidato mais preparado para 'lutar' pelo sonho da finalização da reconstrução da BR.

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade