Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Psicóloga x Cazuza!




Esta mensagem precisa ser retransmitida para todas as FAMÍLIAS!


Uma psicóloga que escreveu, corajosamente algumas verdades.

Uma psicólogaque assistiu ao filme escreveu o seguinte texto:

'Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora.. As pessoas estão cultivando ídolos errados..

Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza?



Concordo que suas letras são muito tocantes,mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.

Marginal, sim,pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos.. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras.O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo?

Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora..

Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante.

Cazuza era um traficante, comosua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso.Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz,principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme.Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?

Como ensina o comercial da Fiat,precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissesem NÃO quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor .

Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar.. Não se preocupem em ser 'amigo' de seus filhos.

Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.'



Karla Christine

Psicóloga Clínica

7 comentários:

  1. Dra. Karla Boa noite!
    Achei seu artigo no google e queria dizer que concordo em gênero número e grau com o que a sra. disse sobre o Cazuza. Também assisti ao filme ''Cazuza, o tempo não para''e fiquei horrorizada e enojada, pois ele vivia uma vida promíscua e irresponsável.Não sei como tanta gente o coloca num pedestal, como se ele tivesse ganho um prêmio Nobel,por um grande feito...Quanta ingenuidade!

    ResponderExcluir
  2. Para de ser animal, o cara fez o quis da vida dele. Sua filha só vai querer imitar se for uma babaca, usa drogas quem quer.
    Você ja parou pra ler as letras dele ? o cara foi o maior poeta da geração dele e das proximas... Se vc quer que sua filha escute restart azar é o seu e o dela. Se ela tiver cabeça vai escutar cazuza, legião urbana, cassia eller. Eles sim, foram marcos pra musica Brasileira dos anos 80/90.
    Para de falar do cara e tenta ter metade do carater dele, se não quer ver o filme, simplesmente não veja. Bacaca, tenta fazer um blog visualizado pelo menos... Só cheguei aqui pois procurava coisas sobre o mito Agenor.
    VAI SE FODEEEEEEEEEEEER E FUMA UM BASEADO QUE FAZ BEM, BEIJÃO !

    ResponderExcluir
  3. primeiramente, ninguem diz que o cara é bom por usar drogas, e sim pelo talento dele em cantar e dizer o que milhões de pessoas querem dizer e não podem.
    Pela inteligencia dele ao escrever letras que são ouvidas até hoje...
    Se sua filha viu o filme, parabéns pra ela, agora você, sabia bem quem era cazuza e mesmo assim a deixou ver, agora vem com essa graça que teve que conversar com ela ? filhona, se ela achar maneiro se drogar, azar o dela em ser babaca. Se ela seguir o exemplo dele e ser uma otima pessoa, que amava todos acima de tudo e nunca fez mal nenhum a ninguem, sorte dela.
    Se vc quer que sua filha escute restart, azar o seu e dela. Para de ser babaca e de julgar uma pessoa que nem aqui esta mais.
    Se ele traficou, usou drogas, pegou aids ou qualquer coisa do tipo. Se não consegue entender pelo menos não jogue pedras. Ele fez mais do que você, mesmo errando na vida. Porque vc não tenta fazer um blog visualizado ? Só cheguei aqui pq procurava coisas sobre o grande Agenor. Que falou sobre a merda desse Brasil em suas musicas de anos atras que parecem ter sido feitas ontem.
    e a, ultima coisa VAAAAAAAAAAI TOMARRRRRRRRRR NO CUUUUUUUU !
    o tempo não para, vai tentar ser menos mal amada querida

    ResponderExcluir
  4. colocar a foto que o canto estava em sua fase terminal é feio querida, alem de ser falta de respeito com o proximo e familiares.

    ResponderExcluir
  5. você acha se a mãe ele passasse tanto a mao na cabeça do filho, ela teria permitido o filme ? ela teria feito livros ?
    se fosse tudo tão errado, estaria vivo na mente de todos a toa ?
    a mãe tentou ser a melhor mãe do mundo pra ele, tanto que vivia atras dele, tentando corrigir. Cada um tem sua cabeça que é o nosso guia.
    Não é pq vi o filme que vou usar drogas, cazuza é cazuza, maria é maria, joão é joão e eu sou eu. Sua filha deve ser sem personalidade, ou você que não deve ser boa mãe, pq inves de conversar com ela fica em blogo falando da vida alheia

    ResponderExcluir
  6. Ainda tem gente que acha errada a sua reflexão. Infelizmente, procurar entender profundamente a mente do ser humano é algo, talvez, impossível. Penso que determinadas pessoas possuem um comportamento auto destrutivo (mas como vivemos em sociedade, esse mal se propaga) e não há muita coisa ser feita. Infelizmente há casos perdidos, há pessoas com certas tendências e isso parecer estar impregnado em seu DNA e ninguém pode mudar isso. Sou adepto da tolerância zero, todo e qualquer comportamento danoso a sociedade deveria ser severamente penalizado, direitos humanos? sim, mas para as vítimas e não para o ofensor. Deveríamos retirar determinadas pessoas do convívio social, retirar publicidades nocivas, tudo aquilo que destroi valores. Para, enfim, filtrar a sociedade, retirar o mal do meio do bem, para assim termos um produto final de qualidade e uma sociedade mais humana, leal e feliz.

    ResponderExcluir
  7. Sou estudante, e quando assisto a um filme eu procuro analisar o que ele tentou transmitir. Quando assiste ao filme, vi que foi sobre a autobiografia do cantor e compositor, em momento algum assisti cenas em que eles apelaram quanto ao uso de drogas ser uma ação certa ou errada, devemos lembrar que nenhuma juventude é igual a outra.
    Cazuza pode ter nascido com a sorte de pertencer a uma familia"burguesa" como o mesmo falou por vezes ser um burguês, mas seja como for, ele não foi um "maria vai com as outras" utilizou dos seus recursos financeiros , oportunidades de ter um conhecimento maior, para falar a deprimente realidade deste país, ele não se conformou em ter o dinheiro que tinha, ele procurou meios, um deles fo ia musica, para propagar a informação ! E vejo que hoje, acusar alguém de marginal é tão simples quanto provar tal afirmação.Vejo também que o conhecimento da bossa nova que ele cantou em algumas musicas é bem limitado,Cazuza foi muito mais que um burguês drogado e alcoolatra ,ele inovou, erradicou pensamentos, valorizou a nossa cultura , tanto que compõs apelando ao Brasil que lhe desse uma ideologia, já que neste país não há nada !

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade