Amazontime

Amazontime
O maior site de notícias de Humaita - AM
"Deixe seu comentário ao fim das matérias, se preferir poste no mural de recados na parte inferior do site. obrigado!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Xingamentos e confusão, sessão do dia 25 em clima de guerra



Uma proposta foi enviada pelo poder executivo
à Câmara do município para que fosse aprovada, nela alguns servidores, nove, receberiam 70% a mais nos seus vencimentos a título de recompensa por terem cumprido certas exigências impostas pelo COREN em relação as suas formações, parte dos servidores lotados no Hospital já receberam tal benefício, porém outros ainda não dispunham de tal aumento o que a proposta viria a sanar.
 Joel Guerra, único vereador da oposição, presente a sessão, disse gostar da proposta e seria a favor de sua aprovação se ela abrangesse também os funcionários temporários, que ingressaram nos serviços públicos através de processo seletivo, por fazerem a mesma função dos demais e recebem menos. Para dar sustentação ao seu argumento, Joel citou o Estatuto de servidor que diz que, sendo efetivo ou temporário, todo o servidor teria o mesmo direito.
O vereador Sidney afirmou que gostou muito do adendo feito por Joel, mas alegou que geralmente isto não ocorre assim, pois, nem no estado ou município os efetivos tem os mesmos direitos, solicitou ao vereador Joel que fizesse um outra proposição futura e separada contemplando os temporários. Terrinha também concordou com a opinião de Sidney, e ainda mais, disse que os processos seletivos são uma vergonha, pois a única forma de ingressar-se no serviço público é através de concurso público.
Com esta opinião seguiram todos os demais vereadores, começando a votação a favor ou contra a proposta de Joel Guerra. O resultado ia se confirmando quando Joel interveio novamente usando a palavra para afirmar que era voto vencido, e que os vereadores teriam enfrentar os temporários que ficariam descontentes. A votação continuou e Paizinho também se posicionou contra restando apenas o voto de Rademarker que teceu um comentário dizendo que Joel preocupa-se com os funcionários da saúde agora, pois quanto era secretário não dava a mínima. Pronto! Bastou isto para que Joel se levantasse e com dedo em riste apontasse para Rademarker dizendo o porquê ele não lhe cassava o mandato.
Depois de toda a confusão em que Joel chamou o companheiro de vagabundo sendo revidado por Rademarker, Sidney Temo pediu um tempo para que os companheiros pudessem restabelecer os ânimos. A sessão reiniciou com uma proposta de Terrinha adequando a lei municipal a federal que concede seis meses de licença maternidade às mães brasileiras anteriormente tinham direto há quatro meses.


.

5 comentários:

  1. É lamentável a falta de ética e respeito entre os nobres vereadores, na unica seção que acontece na Câmara.

    ResponderExcluir
  2. Que vergonha!!! Alem de naum respeitarem os presentes e nem quem acompanha (atrevez do radio), ja naum fazem quase nada pela cidade e ainda brigam por quem quer ganhar mais que o outro?! Sinceramente estamos perdidos no meio de tanto escandalo.

    ResponderExcluir
  3. mais doido e quem dar confiança, são todos farinha do mesmo saco

    ResponderExcluir
  4. Um bando de ladrão.Cada um querendo gritar mais alto que o outro pra ver quem leva mais.Daquí a pouco tão tudo se abraçando e se beijando,igual fez o Vereador Sidinei, que só falava mal do prefeito e agora é o melhor amigo dele.Tomara que se juntem mesmo que é pra ver se o Dedei sai mais rápido da prefeitura.Que vergonha!!!!

    ResponderExcluir
  5. Palhaçada desses parlamentares de nossa cidade heim... Parecem um "bando de curumins" discutindo... o povo rir para não passar raiva!!!

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade